×

Minha Trajetória

  • home
  • /
  • Minha Trajetória

Quem é Svitlana Samoylenko?

Currículo Completo
Eu nasci na Ucrânia, ainda parte da União Soviética, em 1985. Cresci falando ​russo e ucraniano​, caminhando para escola nas trilhas cavadas na neve e com temperatura de até -19oC no inverno (quando chegava aos -20oC, eles cancelavam a escola kkk). Via o mar uma vez por ano, por uns dias no verão, quando visitávamos a família na Crimeia. A praia da cidade era lotada de gente, suja e sem vista nenhuma, mas era o mar! Eu e a minha irmã ganhávamos 1 sorvete por dia e achávamos tudo isso o MÁXIMO!

1999 – decidi aprender inglês​, então estudei e passei no exame de admissão para o primeiro colégio particular da cidade, que ficava a 90 minutos de casa. Eu precisava pegar 3 bondes para chegar lá, e o fazia bem feliz.

2000 – participei de um concurso com toda minha turma, a cidade e o país. O concurso era o tal de intercâmbio para os EUA, mas ninguém acreditava que isso poderia acontecer de verdade, nem eu. Afinal, eu nunca havia ido para longe da minha cidade até então. Nunca havia andado de metrô. Era fascinada pelas escadas rolantes (não tinham muitas onde eu morava). Nem imaginava como seria estar em um avião.

2001 – depois de ter passado por 4 etapas do concurso, recebi uma carta convite para passar o ano inteiro nos EUA, com todas as despesas pagas pelo governo americano. Fui escolhida, junto com outras 100 crianças da Ucrânia. ​Meus pais colocaram uma única condição: só iria prá lá se tivesse uma igreja à qual pertencíamos. Quando confirmamos a cidade americana, Sioux Falls, na Dakota do Sul, descobrimos que não tinha quase nada lá, mas tinha a igreja.

2002 – ​Passei ​um ano nos EUA. Estudei na escola local, aperfeiçoei meu inglês e me apaixonei pela psicologia, da qual nem sabia da existência até então. Um plano começou a criar forma em minha mente: estudar psicologia na faculdade. Em minhas buscas, começou a aparecer o Newbold College, na Inglaterra.

2003 – a Exchange Family, junto com a igreja em Sioux Falls, fazem uma vaquinha e se oferecem para pagar o primeiro ano da minha faculdade na Inglaterra. Era um carinho além de qualquer expectativa! E era a única possibilidade de viver o meu sonho, pois o único dinheiro que a minha família ucraniana podia me oferecer era a passagem de 43 horas, ​de ônibus​, Kiev – Londres.

2003-2006 – trabalhei e estudei ao mesmo tempo. Limpava casas, trabalhava em um lar de idosos, em um restaurante, em um museu e dava aulas de violino para crianças. Iniciei meus estágios, me apaixonei pela psicologia do trauma e comecei a prática clínica com uma supervisora de altíssimo padrão. Enquanto terminava a faculdade, eu fiz 3 especializações ao mesmo tempo (em Resolução de Traumas Psicológicos na Oxford University, em Parks Inner Child na Anglia Ruskin University e em Terapia Cognitivo-Comportamental na Reading University). Ahh, mais uma coisa: conheci um tal Daniel Meder, brasileiro que só falava em voltar para o Brasil. E eu não tinha, absolutamente, nenhum plano de ir para o Brasil.

2007-2009 – Comecei a trabalhar no Broadmoor Hospital (hospital de segurança máxima), com ofensores sexuais de duplo diagnóstico: psicopatia e transtorno de personalidade. Os pacientes vinham para o hospital depois de cumprir a sentença pelos crimes ​cometidos​, pois ainda apresentavam alto risco para a sociedade. Era um trabalho duro e desgastante, mas o crescimento profissional era ​imenso​ e de altíssima qualidade.

Comecei a atender em uma clínica particular também. Aprendi a dirigir e passei na prova na primeira tentativa, dirigindo em mão inglesa, do lado “errado” da rua. Comprei o meu primeiro carro, um Peugeot velhinho. Entre trabalho e o último ano na faculdade, fiz vários outros cursos, todos na área de psicologia clínica.

2009-2011 – Através de uma iniciativa do governo britânico, recebi um convite para trabalhar em Oxford. É a cidade mais linda que eu já conheci (até hoje!). Com excelente treinamento e supervisão, aprendi mais sobre transtornos de depressão, ansiedade e outros. Continuei atendendo na clínica particular, ia para Ucrânia de vez em quando e viajava muito pela Europa e Reino Unido.

2012 – O tal Daniel Meder aparece de novo. Dessa vez nós dois já estávamos formados, com carreiras bem encaminhadas e com condições de vida um pouco mais humanas (em comparação com os tempos de estudante). Então, aceitei o convite para vir conhecer o Brasil e dessa vez não escapei mais.

Voltei, brevemente, para Ucrânia, a fim de providenciar a documentação e mudar definitivamente para o Brasil. A burocracia foi grande e a espera foi longa! Depois de 3 semanas na casa dos pais e sem fazer nada, não aguentei mais as primeiras “férias” da minha vida. Arrumei um trabalho: terapia assistida por golfinhos. A experiência era tão incrível que somente o Daniel Meder me fez sair de lá.

2013 – Mas o Brasil me chamou e eu vim. Casamento, lua de mel e então.... o ano mais difícil da minha vida. Nada nesse mundo, nem mesmo dar aulas de violino para crianças foi mais complicado do que aprender o português.

2015 – Gradualmente me tornei fluente no bendito português. Agora, eu era livre para construir, mais uma vez, a profissão que amo. Sendo esposa de pastor, reinventei o meu nicho: estudei coaching (de verdade kk) nos EUA, fiz mestrado em Aprendizado de Adultos (ou Andragogia) na Suécia, e montei uma empresa boutique em desenvolvimento pessoal e profissional. Comecei a viajar palestrando e aumentei a equipe.

2017 – Finalmente realiza-se um sonho: registrar ​a história ​de superação dos meus avós cristãos que viveram na época do comunismo. Uma pequena equipe vai até a casa deles na Ucrânia e filma durante uma semana, voltando ao Brasil com horas e horas de matéria gravada. Em breve espaço de tempo, o documentário que foi editado em 3 partes, estaria pronto. “Vidas Entre Páginas” tem inspirado milhares de pessoas, e você também pode assistí-lo logo ​abaixo​.

2018 – Nasce o Projeto Jabez, reunindo missão pessoal e convicção espiritual. Daniel Meder continua sendo a inspiração, meu pior crítico e meu maior fã! Juntos iniciamos um novo projeto voluntário, buscando trazer um cristianismo relevante para comunidades pós-modernas através de capacitação pessoal e profissional, clubes de debate, cafés com propósito, etc. Com este projeto até hoje já viajamos palestrando e compartilhando ​nossas experiências no Brasil, Japão e EUA.

2020 – Juntos, imperfeitamente, mas teimosamente, procuramos viver a vida plena que Deus sonha para nós e ensinamos esse segredo aos outros.

UM PROJETO DE VIDA
QUE VALE DESTAQUE



Esse documentário é profundo e inspirador. Ele ​conta a história de uma simples família cristã vivendo durante o regime comunista. Essa família é minha família. Meus avós e meus pais compartilham as incríveis experiências de perseverança, fé e integridade ​que eles enfrentavam durante a perseguição religiosa na União Soviética. ​Com real risco às suas vidas​, ​eles viviam com o coração tranquilo e hoje são as pessoas mais resolvidas e alegres que eu conheço. Compartilho com você esse relato de superação, motivação e esperança!

P.S. O Terceiro episódio já fez muita gente chorar... Tenha certeza de assistir até o final!

Svitlana

BLOG

Comunicação Não Violenta

CNV: Comunicação Não Violenta. O conceito parece tão simples que algumas pessoas não o levam a sério, achando que é light, que não é avançado o suficiente para os níveis "executivos" delas e etc.

Mas fazendo mesmo os exercícios básicos nas minhas aulas online, é nítido o quão difícil é essa mudança de paradigmas, o quão enraizado está em nós a comunicação tóxica que aprendemos desde cedo.

Leia +
Dizer o NÃO com maestria

Como dizer o NÃO PARA SI MESMO e viver com LIBERDADE e DISCIPLINA, SEM CULPA!

Leia +
Como eu escrevi os meus 3 LIVROS

Quando eu cheguei no Brasil em 2013 e comecei a me adaptar com o lugar, percebi que existiam algumas diferenças na minha área profissional, comparado com o que eu estava acostumada até então...

Leia +

Já definiu a mesma meta por 10 anos corridos
sem nunca alcançá-la?

Registre seu e-mail principal para receber 9 Memos e definir metas inspiradoras, dessa vez alcançando o resultado desejado!
Completamente gratuito e inbox. 100% conteúdo valioso. Contém breve divulgação do meu próprio trabalho.

×

Formulário

Você receberá o curso gratuíto em seu e-mail.